Muitas pessoas quando ouvem que fazer passeios com cachorro pode ser um trabalho, estranham, torcem o nariz e muitas vezes até não levam o assunto muito a sério. Mas já parou pra pensar em quantas vezes você deixou de ter um dog por não ter tempo para ficar com ele ou se culpou por não ter conseguido levar o cachorro para dar uma voltinha?

Pois é! É nesse momento que entra o trabalho de um dog walker! Além de deixar o seu cachorro muito mais feliz e com a saúde melhor, ele ainda poderá ensinar o seu pet como andar na rua e se relacionar com o mundo, com as pessoas e com os outros animais que estão lá fora.

Se você está procurando uma solução para deixar o seu cachorro mais feliz ou, até mesmo, se você está procurando uma nova forma de ganhar um dinheirinho extra, esse texto é pra você! Para te ajudar a entender melhor esse novo mundo que acabou de se abrir. Vamos começar pelas apresentações!

O que é um dog walker?

passeio com cachorro nas ruas

Existem profissionais para fazer passeio com cachorro

O termo em inglês muitas vezes pode assustar, mas dog walker nada mais é que um passeador de cães, contratado para auxiliar a todos que precisam de ajuda com os passeios com cachorro. Mas ser um dog walker não é simplesmente pegar a coleira dos animais e sair por aí sem rumo, por isso se você está pensando em ser um ou contratar alguém, preste atenção às dicas.

Um bom passeador de cachorros precisa estar disposto a conhecer, e muito bem, as raças que irá cuidar. Afinal de contas, cada raça tem as suas particularidades e para fazer um trabalho bem feito, é necessário saber o máximo possível sobre aquela raça, como por exemplo: se ela pode ou não fazer qualquer tipo de exercícios, saber se ela pode se relacionar com qualquer outra raça de cachorro, conhecer o temperamento de cada uma…

Claro que a raça não é o único fator que importa sobre o cachorro, se você quiser ser um passeador profissional, vai precisar estar atento ao temperamento daquele animal específico, pois mesmo sendo de uma raça calma, às vezes o cachorro não é tão calmo quanto deveria e isso precisa ser levado em consideração e estudado o quanto isso pode interferir nos passeios com cachorro!

Além do que já foi dito, um bom dog walker também deve saber:

  • O que fazer quando o cachorro puxa muito a guia
  • Como lidar quando o dog não quer mais andar de jeito nenhum
  • O que fazer quando ele brigar com outros cachorros
  • Como usar a guia para ensinar a se comportar na rua
  • Quais os sinais de quando o cachorro pode estar doente, desidratado ou com alguma dor
  • Que enquanto o cachorro está sob sua responsabilidade, a limpeza das necessidades do pet também fazem parte do pacote!

Podem parecer coisas simples, mas são de extrema importância na hora de diferenciar um excelente dog walker de um que não seja. Preste atenção aos detalhes se você pretende contratar um ou se você quer se tornar um.

Quero ser um dog walker, como faço?

pessoas fazendo passeio com cachorro na rua

para fazer passeio com cachorro e se tornar um dog walker é preciso gostar do animal e da atividade.

Não precisa ter uma formação específica, mas se você conseguir e puder fazer alguns cursos sobre o assunto será perfeito. Afinal de contas, em um curso você será apresentado a diversas técnicas de como lidar com os cachorros, como educar, aprenderá alguns truques e poderá lidar na prática com alguns tipos de dogs e situações.

Caso você não consiga fazer ou não conheça nenhum curso, tudo bem! Continue pesquisando e estudando o máximo que pode sozinho e tenha em mente que para ser um passeador de cães de primeira, você precisa, principalmente, se identificar a duas coisas:

  1. Gostar de verdade de cachorros
  2. Ter paciência para fazer os passeios com cachorro

Se você não é muito fã de cachorros mas quer ganhar dinheiro com isso, tome cuidado! Lembre-se que você está lidando com os filhos caninos de muitas pessoas e cuidar muito bem deles faz parte do pacote!

Por isso a paciência é praticamente uma exigência do trabalho, pois os cachorros são seres imprevisíveis e você precisa saber lidar com tudo o que eles aprontarem com muita paciência, para que as coisas não saiam do seu controle.

As demais necessidades você vai aprender com o tempo e com dedicação, porque conhecer mais sobre o assunto e estar disposto a aprender sobre o universo canino fará parte do seu trabalho e também será o que vai te ajudar a enfrentar os problemas que podem surgir durante os passeios com cachorro!

Quanto cobrar como dog walker?

vários cachorros na coleira na rua esperando para passear

Contratar o serviço de passeio com cachorro pode variar de preços.

O preço para fazer os passeios com cachorro pode e vai variar, pois são muitos detalhes que você deve levar em consideração, como:

  1. Quantos cachorros são?
  2. São cachorros de porte pequeno, médio ou grande?
  3. Qual é o temperamento do dog?
  4. Qual é o tempo de caminhada
  5. Os passeios vão ser todos os dias?
  6. Qual é o horário do passeio

É importante saber quantos cachorros são para que você possa analisar quanto trabalho dará para levá-los para passear. Além disso, o tamanho deve ser sempre considerado, porque misturar os portes dos animais pode dificultar a caminhada, afinal, se você tiver animais de porte grande e pequeno, os pequenos vão se cansar muito mais rápido, pois o número de passadas serão muito maiores que as dos cachorros de grande porte.

O temperamento deve ser avaliado junto ao dono, mas lembre-se que para muitos donos, o pet é calmo e dócil. Avalie junto a ele, mas também faça a sua análise e, se achar que o cachorro não é tão calmo assim, converse com o dono e sugira passeios solitários, onde toda a sua atenção ficará voltada para aquele único cachorro.

Quando o cachorro for muito briguento é sempre melhor optar por fazer passeios com cachorro sozinho, mas tenha em mente que isso pode ser cobrado a mais. Já o tempo de caminhada e a quantidade de vezes que elas vão acontecer, você também deve medir com o dono a necessidade.

Seja sempre sincero com o dono do animal e explique pra ele a sua opinião, que como um passeador profissional, deve ser considerada.

Quero contratar um dog walker, quais são as vantagens?

cachorro preso à coleira na floresta

Há muitas vantagens em contratar o serviço de passeio de cachorro.

O melhor de ter um dog walker para fazer os passeios com cachorro é a sua paz de espírito! Muitas vezes ao sair de casa você sente um peso na consciência de deixar os seus filhos caninos sem poder dar aquela voltinha na rua, não é?

Com o intuito de economizar, muitas pessoas acabam chamando “qualquer um” para passear com o pet, afinal são só passeios com cachorro, mas não é bem assim. Lembre-se que a rua pode ser um lugar assustador para os cachorros. São muitos carros, buzinas, pessoas, outros animais… E se a pessoa não tiver experiência e não souber lidar com as situações, o seu dog pode sofrer as consequências.

Ao contratar um passeador de cães profissional você vai ficar muito mais tranquilo sabendo que, por mais que você esteja com a rotina corrida e completamente sem tempo para dar atenção que o seu cachorro merece, ele continuará tendo os tão amados passeios diários!

Com as rotinas de passeios seu cachorro vai gastar mais energia, deixando de ser ansioso e, melhor ainda, deixando de aprontar dentro de casa! Criar esse hábito é super importante para o animal, porque dessa forma os passeios se tornam algo pelo o que esperar todos os dias.

Além disso, os passeios com cachorro vão ajudar o seu pet a ter uma vida mais saudável, afinal de contas, vai manter uma rotina de exercícios, irá fortalecer os músculos e dar a ele muito mais fôlego para as brincadeiras.

E a maior vantagem de todas, você vai notar que os passeios com cachorro vão deixá-lo muito mais feliz e a qualidade de vida dele vai aumentar e muito. E aposto que essa felicidade toda vai se estender pra você também e a relação de vocês vai melhorar ainda mais.

Como saber qual dog walker escolher?

Ter confiança nas pessoas hoje em dia não é uma tarefa muito fácil, mas para o bem do seu cachorro você vai precisar se esforçar. O primeiro passo para encontrar um profissional em que você confie de olhos fechados é perguntar se alguém do seu círculo de amigos ou da família conhece algum dog walker.

Caso ninguém conheça, existem algumas formas de encontrar um passeador de cães, uma delas é a mais óbvia: fique de olho quando você for levá-lo para passear, muitas vezes você acaba passando por um ou vários dog walkers e nunca reparou.

Se durante os seus passeios com cachorro não encontrar com ninguém que seja dog walker, a próxima opção é ir a alguns petshops ou lojas de artigos especiais para animais e perguntar se eles conhecem ou indicam alguém que trabalha com isso. Normalmente eles têm alguns em quem confiam e trabalham com frequência.

E, por fim, se nenhuma das opções funcionarem, procure na internet. Para ficar mais confiante quanto aos profissionais que forem aparecendo, leia os feedbacks dos outros donos de animais, pergunte a eles como foi os passeios com cachorro, leia o máximo de comentários que conseguir e, se possível, marque para conhecer o passeador de cachorros.

Faça uma mini entrevista, leve o seu cachorro para ver como ambos se comportam, pois o seu cachorro também precisa confiar e se sentir confortável com o dog walker. Quando você estiver 100% confiante e perceber que o seu pet também fica super à vontade com o passeador, vai ser super fácil entregar a guia do seu cachorro ao dog walker.

E tenha em mente que, por mais que o seu cachorro vá passear sempre com o dog walker, nada impede que você faça isso sempre que tiver um tempinho! Esses passeios com cachorro vão ficar mais leves e gostosos, afinal você estará fazendo isso porque pode e não por obrigação.

Leave a Reply